Atendimento ao cliente

11 2894-9991 / 2894-9992

leac@leaclab.com.br

KIT ELISA

Estrona-3-Glucoronídeo (E1G) ELISA Kit - multi-espécie - K036-H1/K036-H5

MULTI ESPÉCIES

Uso -
Dosa E1G, E1SO4 e E1 em 2,5 horas
Amostra - Extratos Fecais, Plasma, Urina e meio de cultura de tecido
Amostras / Kit - 39 ou 231 em duplicado
Estabilidade - Reagentes líquidos estáveis a 4˚C

Informação:
Estrona-3-glucuronídeo, C24H30O8, (1,3,5 (10) -estratrien-3-ol-17-ona glucosiduronato, E1G) é a principal forma secretada de estradiol circulante em mamíferos.

A ovulação é o evento crítico de cada ciclo menstrual que ocorre durante a vida reprodutiva de fêmeas saudáveis ​​e o óvulo só pode ser fertilizado durante o curto período de tempo em que é viável. Os espermatozóides também têm uma expectativa de vida biológica limitada e a facilidade com que podem ascender ao trato genital feminino depende em grande parte da qualidade do muco secretado pelo colo do útero, que está sob controle hormonal.
As três fases do ciclo menstrual são: (i) uma fase inicial em que existe apenas um risco baixo que permita que espermatazóides viáveis ​​sobrevivam e alcancem o óvulo; (ii) uma fase em que a chance de fertilização é máxima, período fértil e (iii) tempo de infertilidade absoluta em que o óvulo não é mais viável. Estudos clínicos indicaram a utilidade de medir estrona-3-glucuronídeo (E1G) e pregnanediol-3aglucuronida (PDG) em amostras de urina para monitorar a função ovariana em mulheres.

O kit DetectX® Estrone-3-Glucuronide (E1G) ELISA usa um anticorpo gerado especificamente para medir o E1G e seus metabólitos em amostras de urina e fezes ou em soro e plasma extraídos. O kit medirá quantitativamente E1G presente em amostras de tampão diluídas e amostras de meios de cultura de tecidos. Um padrão E1G é fornecido para gerar uma curva padrão para o ensaio. Padrões ou amostras diluídas são pipetadas em uma placa de microtitulação transparente revestida com um anticorpo de captura. Um conjugado E1G-peroxidase é adicionado aos padrões e amostras nos poços. A reação de ligação é iniciada pela adição de um anticorpo policlonal a E1G em cada poço. Após uma incubação de 2 horas, a placa é lavada e o substrato é adicionado. O substrato reage com o conjugado E1G-peroxidase ligado. Após uma curta incubação, a reação é lida no comprimento de onda de 450 nm

Entre em contato!

Preencha os campos abaixo e
aguarde nosso retorno.